19/10/2005

Senhora de vermelho num mundo de verdes II

Para completar o misticismo da coisa, importa dizer que a foto foi tirada em Glastonbury (cidade do mítico festival de música), numa torre chamada Glastonbury Tor que tem vista para longínquas paragens e que as "boas línguas" dizem que é o lugar onde foi enterrado o Santo Graal (aquele copito de vinhaça da última ceia) e está ligado ao Rei Artur (aquele mocito da espada entalada na pedra), entre outros mitos:
"There are many myths and legends associated with the Tor - it is the home of Gwyn ap Nudd, the Lord of the Underworld, and a place where the fairy folk live."

Mais ainda, há todo um conjunto de experiências atribuídas ao lugar, como pessoas que tiveram visões, que sentiram como se estivessem a voar... Provavelmente fumaram umas coisas estranhas depois do festival e depois dizem que viram Deus... yeah yeah... of course!
Independentemente de tudo isto,
de facto aquela personagem (não tenho outro nome para lhe dar) fez-me sentir de forma estranha. Mexe comigo. Ainda o faz.
Talvez a verdadeira magia do lugar sejam as pessoas que lá vão... I
wonder!

4 comentários:

ubik disse...

Life imitating WoW.

Catatau disse...

Se não fossemos nós, os lugares não tinham auras de mistério, magia, encantamento e tal... Somos nós que, ao vivê-los, lhes colamos o nosso rótulo preferido. O mais impressivo.

Lampejo disse...

Sem dúvida que magia dos lugares são as pessoas que lá vão pois também cada um de nós deixa um pouco de nós próprios e traz consigo novos conhecimentos.
A magia está em cada um de nós, e naquilo que nos rodeia...

Anónimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu