08/09/2008

Quero ser uma semente. Sim?

Quero ser uma semente.
De caroço duro, que confira resistência e proteção.
Protegendo da existência humana que por vezes nos magoa.
Podíamos ficar dormentes, sim?
Um dia acordávamos com um beijo e éramos tão mais... amados!

4 comentários:

Catatau disse...

É das sementes que também nascem as raízes!... ;)

MrTBear disse...

Olha a confusão!!! Quem acorda com um beijo é a princesa rsrsrrssr

A história da semente é outra.
Mas esta está igualmente linda, dá vontade de ser uma semente assim.

P.S. Que estúpidos fomos!!!! valha-me Deus!!!

Graven disse...

Olhe lá, oh bela adormecida, saia lá da carapaça sff. E não podia reencarnar numa coisa que tivesse rede, tipo um ligumi?

"gaZparina, chamada à secção dos tufones!"

gaZpar disse...

Catatau: Que nos unem a outras sementes. ;-)

mrtbear: Faz de conta que esta é história é uma fusão entre as duas. ;-)

graven: Os ligumis não têm rede. Isso são as aranhas e os pescadores. :P
(desculpa não ter atendido...)