24/08/2005

Frases autobiográficas I - Eu sou um pecador... e tu vais-me tramar, não vais Deus?

Continuando a linha de reflexão religiosa do post anterior... há uma frase dos tempos da antiga rádio XFM/VOXX, que posso considerar quase como um lema de vida.
Umas vezes faz mais sentido, outras menos, mas de uma forma geral aplica-se. Venha ela:

Eu sou um pecador... e tu vais-me tramar, não vais Deus?


Image hosted by Photobucket.com

9 comentários:

adamantium disse...

Deixa lá, Ele nem repara! Eu acho que Deus anda demasiado ocupado com outras coisas... eu acho que Deus anda muito ocupado com a crise no médio oriente (uma guerra santa); eu acho que Deus anda muito ocupado com a fome que assola o continente Africano; eu acho que Deus anda muito ocupado com o problema da exploração infantil nos paises Asiaticos e não só; eu acho que Deus anda muito ocupado com os incêndios e com a seca no nosso país e de tão cansado que está deixou cair a água toda no outro lado da Europa... acho que Deus anda muito ocupado.

gaZpar disse...

De facto... às vezes anda demasiado ocupado! A omnipresença não ajuda. Às vezes parece mais "omnicagança" em nós...

Tongzhi disse...

Acho a frase muito gira.
Claro que um pouco "diferente" do Deus que me foi "apresentado" e do modo dele agir... não punitivo e etc...

Urso disse...

Somos todos uns criadores!

Lampejo disse...

O pecado faz parte da condição humana.
E um pecadinho, nunca fez mal a ninguém. :lol:
E saber perdoar não é nenhum dom, mas sim uma qualidade, por isso Deus também saberá perdoar.

ReznOrange disse...

para isso era preciso eu acreditar em Deus LOL ...

gaZpar disse...

E no pecado acreditas? eh eh.
In sin we trust!

Kraak/Peixinho disse...

Bemmmm... que saudades da XFM! Até chorei quando fecharam as portas. :P

E lembras-te da máxima da VOXX: "lembras-te querido?" Canojo, LOL.

Hugzzz pecadores

|m@giNe disse...

Tongzhi, o Deus que te foi apresentado era o do Novo ou o do Antigo Testamento? ;-) é que embora sejam o mesmo... nota-se uma pequena evolução entre eles... (pequena, como vingativo/punitivo vs. misericordioso)

ah, a mim apresentaram-me relatos dos dois... como nunca me foi apresentado pessoalmente... continuo sem saber realmente com o que contar, até lá guio-me pelo meu bom senso (e às vezes pelo dos amigos, quando dizem coisas que acho acertadas)