11/08/2005

Sit Down, Stand Up- Ou os dois estados de alma

Sit down, stand up
Sit down, stand up
By Radiohead.

Uma vezes estou sentado, outras levantado.
Às vezes até voo por cima de todos. Mas nunca me arrasto a seus pés. Das grandezas também não tenho a mania e não vivo de ilusões.
Sentado partilho, converso, apoio e estou próximo. De pé eu abraço, ajudo a levantar e tenho força.
Sentado e levantado é um estado de alma... é como sou.
De joelhos ou em reverência é ilusão.Uma questão de perspectiva, que às vezes dou e outras me dão. Mas sempre ilusão.
Estava sentado... É altura de me pôr de pé, para depois voar e olhar o mundo de cima.
Se voltarei a sentar-me? Claro. Estar sentado não é negativo. É apenas um estado anterior ao levantado e que deve ser alternado.

Image hosted by Photobucket.com

5 comentários:

|m@giNe disse...

hum... eu cá levanto-me quando estou farto de estar sentado e sento-me quando estou cansado de estar em pé (ou quando dá mais jeito)...
enfim, é uma questão prática: o que interessa é estar na posição mais adequada à tarefa que se está arealizar... se não há uma única posição adequada, I just go with the flow e sento-me ou levanto-me (esqueceste-te do deitar e do pular ;-) ) conforme o que me vai na cabeça nesse instante.

(irritam-me as pessoas que insistem em que eu me sente quando estou de pé e há cadeiras livres... não sendo cego, talvez as tenha visto e tenha optado por não me sentar por uma qualquer razão misteriosa só minha...)

gaZpar disse...

Ora aí está. ;)
O deitar só quando deixar de ter uma função por cá... O pular, podes fazê-lo mesmo sentado. ;) Ok... isto está demasiado profundo. eh eh

Kraak/Peixinho disse...

Hey :) Isto faz-me lembrar a história das torres que não podem ser horizontais. Se desenharmos uma torre em forma de cubo, ela tanto será vertical como horizontal! ;-)

Obrigado pela tua visita no paixaum >+++'> e espero continuar a visitar-te por aqui mais vezes!

Abraço

Tongzhi disse...

Quanto a mim, o que interessa é que tenhas estado sempre na "posição" que consideraste ser a melhor, para aquele momento. Mesmo não sendo a mais confortável, foi, sem duvida, a que tu escolheste. Viva a liberdade de escolha e o resto... que se "lixe"
Abraço

gaZpar disse...

A minha consciência está tranquila.