11/05/2006

O meu poema simples V: Não me viste?

Como não estava lá?
Claro que estava!
Vestido de amizade, trajado a sorrisos, escondido num qualquer armário feito de emoção.
Não me viste?

12 comentários:

Luísa disse...

Não, não vi... E tenho a certeza que não passarias despercebido... Hoje em dia os teus trajes são tão raros que seria impossível não dar por ti... : )


Um grande beijo.

gaZpar disse...

Mas felizmente ainda há quem tenha o costume de os utilizar. ;)
Beijos

Lampejo disse...

Se não viu e porque que não estava lá, senão ter-te-ia visto com certeza. Ou estava cego...

gaZpar disse...

Ou talvez estivesse eu apenas em espírito e pensamento. ;)

Tongzhi disse...

Por vezes há desencontros...

gaZpar disse...

Ou a distância física... ;)

Kraak/Peixinho disse...

Humm... Se não te viram é porque não quiseram ver. Qualquer pessoa vestida de amizade e trajada de sorrisos é bem-vinda. Impossível passar ao lado. Poemas simples mas de difícil leitura para muitos ;)

Hugzz simples

gaZpar disse...

eh eh. Poemas simples mas com mil e uma interpretações pelos vistos. :D
Hugzzz complicados

Alma Om disse...

E muitas vezes não conseguimos ver o que está perto dos olhos... É como uma obra de arte... Temos que ver à distância.

Abraços poéticos

gaZpar disse...

O que poderiamos chamar de "realidade impressionista". ;)
abraços reais

Mikael disse...

Fabuloso como com meia duzia de palavras escreves algo tão bom. De facto não te vi, lamento... De tanto olhar para o horizonte por vezes não vejo o que está mais perto.

Abraço

gaZpar disse...

Por vezes não precisas ver. Apenas sentir. ;)
Obrigado! :o)
abraço